OBRIGADO POR VOCÊ!

Aqui no MBC NEWS, você sempre terá uma opinião!

Seja bem-vindo[a]!!!

Seja bem-vindo[a]!!!

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

[#CARABRASIL] Machismo sexualista.

A CARA DO BRASIL 2014 01

Hoje é dia de falarmos, e conversarmos sobre a cara do Brasil, porem mais especificamente sobre o machismo sexualista, então nessa coluna eu irei falar sobre o que é a cara do Brasil, e é claro que não poderia deixa de falar disso, então para começar eu irei em ritmo de copa falar da cara do Brasil com paradoxos, com o meu jeito de ser, sem medo; pois afinal é verdade ou DESAFIO!

os-efeitos-da-pressao-machista-dos-pais-nos-filhos-homens-1350324198675_615x300

O machismo sexualista não é tão coisa unicamente brasileira, e sim uma coisa mundial em parte do ocidente falando, porem peculiarmente, o Brasil com sua mistura de povos, trás algo singular; algo que podemos dizer curioso, pois um país de tantas misturas deveria e deve ser o mais forte e mais sem preconceito, ou seja, equilibrado, porem vemos, um machismo sexualista, um machismo que vem enraizado dês da infância como o menininho que dança sexualmente “seu” pagode ou funk com aquelas “melodias” e a mãe e o pai achando bom, vemos no xingamento isso que manda não sei quem tomar no “SUL” e depois vemos e deixamos adolescente ficarem pegando em bebidas e quando reclamamos não passa de um blá blá blá superficial.

Agora no trânsito vemos os machões da vida brigando com o outro e querer fazer “umas” e “outras” tipo marcar o território e mostra e provar sua masculinidade, Agora na violência vemos ainda mais desse peculiar machismo dos “bandidões” da vida que não tendo mais nada tenta defende sua masculinidade esbanjando poder pela violência e pelas correntes de ouro “meladas de sangue” no mais primitivo do primitivo e HEXA!!!! É HEXA!!!! Veremos nesse capítulo sobre algumas teorias do iniciante,  meio bobo ou esperto, ou do tipo que “finge” que não ver como sou eu, falando da beleza da cultura desse machismo e concluindo pelo menos essa publicação!

Então vamos para a VERDADE ou DESAFIO!!!!!

1. O machismo sexualista na dança e música

Multidão

“Muitas vezes seguir a multidão pode trazer mera solidão, e pode ocorrer uma grande crise de identidade”

Matheuslaville

Vamos começar falando dessa família chamada BRASIL tão grande e vasto em que sua maioria parece que gosta de funk, sertanejo e pagode, (Ou pelo menos são os mais vistos e comentados), vemos que o machismo sexualista domina, afinal temos que ensinar nossas crianças a serem homens, temos que por elas para o mundo e copiarmos a outros machos ALFAS para ter uma criança “normal”, ou seja, a criança normal são aquelas que dança já mostrando “o badalo do negrão” ou vamos para o rock, no qual termos que serem selvagens, brutos, machos inquestionáveis, com sua melodia um pouco (Ou muito) brava,      e mostrarmos que ser bruto é ser macho, ou que mostra o “badalo” é, mas cada um tem sua opção, porem devemos está atento a essas “copiações”, para não sermos mais um na multidão e perde nossa identidade ou/e atrofiar.

Em geral, podemos dizer que o certo é isso mesmo, afinal   é o que todo mundo diz e quem vai lutar contra a maré ou multidão? Ou nadar contra como diz o grande Cazuza só para exercitar? Então temos que presta atenção para se é coisa sua ou coisa dos outros, pois nem sempre a voz do povo é a voz de Deus, e por isso venho aqui falar do machismo na música com suas melodias extremamente machistas no qual a multidão acha bonito só pelo medo dentro de si, e de ficar só contra a multidão, afinal se a multidão se jogar do penhasco você vai? E não só falando do pagode e suas danças machistas tudo para marca o território e falar EU SOU O MACHO, temos também o rock que mostra o homem brutal mais uma vez para mostra outra forma velha de ser o macho ALFA como no funk, só não falo POP, porque é mais equilibrado ou um pouco homo, porem essas músicas machistas só é uma nova forma para a primitiva de falar ou provar que é o macho, igual o homem caverna para mostra perigo para se defende ou um animal para se defende. Porem é humano, temos escolha!

2. O machismo sexualista nos xingamentos

Brad-Pitt-fight-club-02

“Não precisamos de xingamento para sermos grandes e sim de atitudes certas que provam que você é um grande homem”

Matheuslaville

Agora falando do machismo sexualista nos xingamentos, vemos outra forma de machismo dentro disso, por exemplo, as palavras proibidas que são ditas só para falar “Eu cresci e vou usa xingamento para prova que sou homem”, ou para dizer: “Eu me sinto tão fora do ‘normal’ é por isso vou xinga para prova minha macheza e não sai da multidão”. Tudo isso porque tem medo de ser si mesmo, tudo isso porque acha que fica mais crescido, mais macho falando palavrões e senti o gostinho de ser “igual” a todos.

Mas depois dessa explicação vocês sabem, ou pelo menos  que já é leitor do meu blog que já falei que a maioria dos palavrões tem conotação sexual, e é claro que todas tem que exorbita, esbanjar macheza, esses desfile de palavras que bate no nosso psicológico no qual somos culturalmente ensinados para dar certa conotação e valor negativo, tem machismo em maioria, por exemplo já dado: “Vá tomar no ‘SUL’”, isso quer dizer tomar dentro de você sabe que, um liquido reprodutor masculino ou a própria “Manjuba” dentro do “SUL”, então mais uma vez vemos que o macho dominante é aquele que xinga e ainda esfrega sua macheza na cara dos outros e é claro se capaz disso ou xingando sua mãe, falando que já fez (Ou vai fazer) “algo” com ela (Mostrando mais uma vez então que é o “cafetão dos cafetões”), então sem mais delongas pensem bem sobre o assunto que é chover no molhado e que todos no fundo é para mostra ao seu interior e a sim mesmo uma tentativa de ser o macho ALFA que manda e faz de tudo.

 

3. O machismo sexualista em “batismos”

foto-de-menina-de-4-anos-tomando-cerveja-causa-polemica-na-internet

“Ter coragem com as drogas é fácil, agora sem ela que é difícil!”

Matheuslaville

Daí vem já um adolescente e ver adultos bebendo e tem influência e cria sua convicção que beber é uma coisa essencial para ser adulto ou macho no caso dos homens, com isso acha bonito, ver a superfície da felicidade que as drogas dar e com isso acha tipo assim: “Que se dane! Eu quero ser igual meu herói” e esse herói pode ser o pai, pode ser o tio, pode ser até outro elemento que bebe e só mostra as coisas boas como inibição, sexo e mulheres, como já mostra uma imagem de macho pluralmente divulgada pelas ruas do grande Brasil, e o mundo ocidente, porem aqui é claro que teria que pelo menos esculhambar um pouco e por isso vemos aqueles bêbados abrasileirados que toma cachaça de um jeito que até passa de ser exemplo de um macho ALFA, para se perde de vez na ilusão, e humilhação da bebida e sem falar em outras drogas.

Então o adolescente ver com ênfase o pai, tio, elemento amigo mais velho bebendo e cria uma convicção de herói e se esquece que tem as grandes desvantagens e dores, como humilhação, briga familiares e achando que vai se controla, toma a primeira dose e já acha o MACHÃO DOMINADOR E COMEDOR de coisas que não pode ser escrita aqui, e se batizam! Com isso vemos mais uma vez pessoas enganadas, que no mínimo se enganam por dentro de si, e em vez de um prazer limpo e verdadeiro, se entrega ao prazer e dor das drogas, mas principalmente de dor! Muito trágico essa perda de juventude para as drogas só para ser iguais aos covardes que não faz nada de cara limpa!

4. O machismo sexualista no trânsito

en_passant6

“Ela lhe dirige perigosamente e você sabe bem que não tem controle sobe ela”

Matheuslaville

Agora vamos para o trânsito. Os machões para sentir o poder e ter como batizar a área e “carimba” seu nome como dono, tem que equipar o carro com caixas de sons para acorda Deus e o mundo para tocar as suas músicas “Auto ditas” para ser o dominador, com suas letras ditadas para mostra o quanto é “ALFA”, o quanto é o “cachorrão do canil”, ou seja, o “homem da cocada preta” para ver se atrai mulheres para se auto nominar porque eles não são convincentes para eles mesmo por dentro que é homem, e dai mistura drogas e tudo é tem a ilusão de que ele só que está conquistando a mulher, ou seja, a periguete da esquina, afinal dentro de si mesmo sabe que sem o carrão e o som (que mostra o dinheiro), sem as drogas (que desinibe ele e dar coragem), sem as músicas que são tipo: “Olha eu sou vida louca, sou o matador da baixa de sei lá o que”, ou “Sou o homem de verdade e sem frescura”, sem isso tudo por dentro todos sabemos que ele é NADA! Absolutamente nada!

Afinal, não se convencendo disso por dentro, ele tem que fazer racha, tem que xingar no trânsito para mostra o “matador”, auto dito “Pica das galáxias”, e com isso usando drogas ou até mesmo não, porem sabemos que sem o carro, drogas e uma arma, é claro que faria igual “cachorro que larda ,mas não morde”, é claro que tem exceção para tudo, mas a maioria dos machões brasileiros no trânsito é assim, faz e acontece só para convencer mais uma vez a sua macheza e que não “escorrega no quiabo”. É com isso já vimos um que defende sua macheza, outro também e tudo acaba no crime e violência. Ah é tanta violência nessa cidade!

5. O machismo sexualista na violência

get1

“A violência por puro esporte da violência, só para tenta mostra para dentro de si que é forte, sendo ao mesmo tempo fraco”

Matheuslaville

Continuando com o assunto, vamos para a violência em geral da macheza humana mais especificamente brasileira, vemos a tamanha violência nesse Brasil, vemos que tudo isso no mundo no fundo é para ter um suposto prazer para se convencer que é macho. Vemos que o Brasil e que a cara do Brasil é cheia de violência e disputa de macheza. Começamos pela parte que podemos cita entre guerras não declarada de poder, de um tentar impor a sua macheza para o outro, também com isso podemos incluir as drogas (pois é claro que todo macho que é macho usa), e com isso o falso brilhante de sente-se que é O HOMEM, vem e vem de uma forma de guerras não declarada e ao mesmo tempo, digamos de passagem declarada, afinal uma pessoa quer usar seu aparelho de som alto com um som alto, outro que ouvir quase a mesma melodia de “marcação” de território ao mesmo tempo, outro também que “solta” o “pancadão” na sua vitrola e com isso chega a uma situação de competição e como vemos no mundo animal….. Isso termina sempre em confusão.

Então, com isso acontece que fica em uma situação, insustentável, pois um quer mostrar que é o macho de plantão e que mandar e desmandar no outro, outro que seu som marcando território e já vem com um porrete para qualquer reclamação, outro quer rouba para ter a falsa sensação de conquistar as mulheres com ouro, correntes e joias, para ser o “pica das galáxias” e como eu falei só atrai as periguetes afim de dinheiro, e com isso falsa ilusão de que ele que conquista as mulheres, quando é o dinheiro que faz isso, e ele não vai gosta que pegue umas dela e vai querer meter “porrada” (no bom informal ”abrasileireis”) em quem quiser pega uma, pois macho que é macho não leva “chifre” e com isso um vai contra outro e por mulheres, drogas e pelo simples “olhou para mim e mal conheço vou ‘descer a madeira’” ou “Olhei e não gostei com a cara e tenho que impor que sou homem com H maiúsculo e alfa”, dai cai por fora os inúmeros motivos e ameaças que faz o machismo sexualista correr fora.

HEXA –  A cultura do machismo sexualista

bancada-evangelica-e-a-cura-gay

“A coisa mais importante em uma cultura é conserva oque é bom e produzir outra melhor e substituir a ruim”

Matheuslaville

Agora resumindo e pondo um fim, o importante é a copa para o HEXA, e não textinho meio paradoxo de um jeito de ser meio duvidoso, afinal macho que é macho como diz um blogueiro citado em um post da temporada passada, não fica lendo textinho com críticas construtivas, paradoxais, ou de pensamento meio feminino, afinal isso é da cultura. Passa de pai para filho e dai vai correndo. Também para não me esquecer tenho que cita as músicas sertanejas, porem acredito que não é tão machista, mas para quem ouve os citados acima, darei um pouco de “crédito”, mas também não posso cita essa exorbitante coisa de sertanejo, arretado, “cabra macho sim senhor”, pessoas que fazem questão de afirma que é macho, não sei por que, mais uma vez eu falo que é o inconsciente duvidoso, porque se não porque tem que afirma algo? Por acaso quem fica afirmando toda hora que é heterossexual? Então vemos que a cultura do machismo brasileiro vem dês do Nordeste, ao Sudeste, Sul ao Norte e por ai vamos andando um andando com a peixeira, outro com medo duvidoso de sua macheza chegando a bate no outro por causa de time (ou seja para marca território), ou outro que anda batendo em homossexual, é claro para deixar seu interior mais feliz enganosamente na tapeação de machismo,.

E com isso a cultura vai passando, as coisas vai na violência, metida por dentro pela violência para se auto afirmar, vemos carros e mais carros potentes para a tentativa de entra na multidão e não ficar só, vemos gente bebendo para dizer que é macho e xingando Deus e o mundo para mais uma vez se afirmasse, e as músicas com cantores que mostra toda sua macheza para seduzir e esfregar na cara do outro. É  por ai vai a vida…. Com seus machos e seus homens de verdade que não tem do que se auto afirmar!

E com isso vou terminando aqui com uma mistura de Darcy Ribeiro da madruga iniciante e na contra mão! Até a próxima com outro assunto bom ou crítico sobre “A CARA DO BRASIL!”

# B R A S I L

Créditos

Coluna inspirada na genial, reflexiva e viciante música “A cara do Brasil”, que no qual peguei o título emprestado para coluna. Afinal viva o mundo reflexivo!

assinatura 01

Matheuslaville – Falecomlaville@live.com

6 Anos assim! – Envie um e-mail para mim se gostou, tem alguma sugestão, ou critica construtiva, parceria ou conversar.

Share:

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pela sua visita! Volte sempre!!

Lembre-se no MBC NEWS, você sempre terá uma opinião!