Recent Posts

LightBlog

domingo, 9 de novembro de 2014

[#CARABRASIL] A profana e santa festa chamada carnaval.

A CARA DO BRASIL 2014
Hoje eu vou lhe escrever uma coisa bastante cara do Brasil, que são as festas, mas hoje vou falar de uma em especial, ou seja, de uma festa em especial, que é o carnaval! Afinal o tão amado e talvez odiado, afinal uma coisa que vou falar mais em foco de Salvador, o que todos sentem ao carnaval, e é isso que vou falar, explicando tudo é minha visão de baiano do Carnaval, não é que não exista no Rio ou SP, e sim, porque o mais forte de todos simplesmente é o de Salvador! Então depois dessa bem introduzida de acarajé com pimenta, que comece a coluna, e afinal você escolhe qual? Você está com qual? Verdade ou DESAFIO!?
01
Então vou falar sobre a festa que todos reclamam que faz barulho, faz e acontece, mas no fundo gosta, ou para viajar, ou para beija na boca de alguns ou muitos podem ser até mundano e é; por isso em seguida escreverei sobre todos se jogando na folia profana e na maior esbornia oficial e patrocinada, e aprovada pelo governo! Mas nem tudo na esbornia oficial e marcada de flores, também tem o sexo e as drogas, licitas e ilícitas em jogo para profanar mais ainda tudo, mas fugindo de assunto muito sério vou escrever também sobre a alegria famosa de todos com libido em alto e metendo com força, e por falar metendo com força vou falar dos machões que adoram dar umas “porradas” trocadas e que faz a alegria do mais violento policial com seu cassetete, furioso por não poder entrar na festa e sai paquerando, e no fim escreverei sobre a santificação das pessoas que saem renovadas, com santos gringos, que uns querem talvez por dinheiro ou talvez por uma fogosidade pelo exótico! Então vamos lá!

1.  A festa que todos reclamam, mas gostam.

02
“Todo mundo no fim do carnaval acaba ganhando, afinal o importante é ter um feriado de 7 dias e sai por ai ou ganhando por beijos ou por um a viagem”
Matheuslaville
A festa começa agora, depois desta bela introdução bem apimentada, vou falar sobre o mini tema, que é a festa que todos reclamam, não gostam, odeiam falaram que são uma promiscuidade, bebedeira, sujeira e tudo mais. Porém, eu acho que isso não é bem assim… É VERDADE; mas vou falar para um olhar que na verdade todos gostam afinal quem não gosta de cinco dias de férias e mais alguns dois, para ficar sem fazer nada, ler um livro, ser for muito barulho no lugar, viajar e aproveita o interior ou outra cidade, onde não é um inferno de barulho, afinal quem não sai ganhando com o carnaval? São os moleques que saem beijando Deus e o mundo, ou melhor, o anticristo e o mundo; é a pessoa que anda com um saco de camisinha e saem perfurando tudo que é “cabaço” e se sentir o maios “membrudo” do universo; e sem falar o governo, que para ele não chove homens igual uma música disco e sim chove dinheiro e aleluia, no fim das contas todos ganham e quem sobra ou é quem fez coisa errada (pegando uma doença incurável sexualmente), ou talvez os pobres cordeiros que todo fim de carnaval sobre no dia e no fim quase sempre, quase não ganham dinheiro, porem mesmo assim se divertiu!

2.  Todos se jogando na profanidade e esbornia.

03
“A maior esbornia oficial do país e você vem me falar que ninguém ganha? Todo mundo na orgia patrocinada pelo governo, penetrando e provando línguas internacionais de outras nações e você me fala que ninguém ganha?”
Matheuslaville
Agora, todos se jogam no carnaval, na maior esbornia patrocinada pelo Brasil de todo o mundo, sendo que até o prefeito atual de Salvador, ACM NETO saia até para ver se ganha algo mais pessoal pelo que eu escuto aqui na “radinha” com o melhor radialista “MK”, que fala as coisas desse tipo em conversa com o prefeito de Salvador e tudo, então se até o prefeito sai para aproveitar um pouco, vocês vão me negar que não é um tipo de esbornia oficial? Se até todos os governadores ganham e o governo com isso há vário e vários tempos ganham, é claro que é uma coisa oficial, para a pessoa se jogar, e sair paquerando, beijando, aproveita que todos querem a mesma coisa e meter-lhe ferro duro e quente para passar o rodo na camisinha para vesti o pequenino, para é claro sair para pulando e tudo mais fantasiado (vocês pensaram o que), e tudo mais. É claro que é para todos se jogarem na profanidade e na esbornia coletiva e sai festejando, porem nem é tudo, mil maravilhas….

3.  Movimentando do sexo e drogas.

04
“Será que uma festa tão cultural e mais feita por puras drogas ou por pura diversão mesmo?”
Matheuslaville
Agora uma coisa não muito boa que são as drogas, altamente perigosas, fazem o maior sucesso no carnaval, um sucesso que não tem que não veja tanta lata de cerveja, ou até drogas piores do que isso! Uma verdadeira festa banhada a bebida, um jogando bebida no outro, sujando tudo com o cheiro enjoativo de bebida  misturado com mijo (afinal na droga quem vai ligar para higiene ou coisas do tipo?), e com isso vai se alimentando a inibição e o prazer momentâneo e errado, mas no caso das bebidas as coisas vão com força e isso não precisa ninguém falar, basta você olhar as festas que os catadores de “latinhas” que cada vez estão maiores, para você ver o que é de droga licita que se usa nessa festança, e desta vez nesse texto tenho que falar que não aprovo essa parte, porem faz parte da “cultura” do carnaval profano, em que sexo e drogas se se misturam, e fazem o maior inibidor de toda uma histeria e loucura coletiva que não tem tamanho, então só disso vocês podem ver que o bicho pega, e quando se mexe com drogas pega tanto que…..

4. Os Macho men na “porradaria”.

05
“Mas para alguns, o importante é ir para festa profana para brincar um pouco de ‘Street Fight’ para comemora a festa do jeito deles”
Matheuslaville
O “coro come” e não é no sentido sexual! Os machões além de usarem suas drogas, eles são fanáticos por lutas de ruas, e com isso, adoram troca socos entre uns e outros, marca o seu território, como bons machos, em sentidos animais, ou como simplesmente o rei do pop fala na música Beat It, os macho man, no qual ver fogos nos olhos e brilham, como uma beleza, vão a lutar para mostra que é machão, para sentir o corpo do outro, o soco do outro, como se fosse um sadomasoquismo na festa profana do carnaval e com isso sentindo o prazer em sentir o punho batendo neles (não sei se deu para ver o duplo sentido), e com isso enchem a cara de bebidas e drogas e vai lá lutar e mostra que é macho, porem quem sai bem ganhando nisso tudo é o policial mal-humorado, porque é claro está no plantão enquanto poderia aproveita para sair “caçando” garotas, ou por puro esporte dos policias mais sangue nos olhos, vão lá sem pena e piedade se diverti um pouco batendo com seu equipamento de divertimento carnavalesco nos brigões, mais no fundo quem brigão ganham, afinal o que é importante é cair um pouco na “porrada” para ambos, por puro esporte. E depois possa até que tudo acaba “bem” para quem vai para brigar.

5.  A alegria contagiante e famosa.

06
“A felicidade de compartilhar a alegria de uma festa, de um povo festeiro para outro que vive longe”
Matheuslaville
Mas nem tudo é machão com estiletes, ou facas, ou armas, ou com soco americano, ou “na mão”, voltando à festa profana, as coisas é uma alegria contagiante para as maiorias dessas pessoas, afinal, o importante é a libido aumentado e as pessoas em volta para ser caçadas e com vontade de fazer e acontecer no amor e até mesmo conhecer uma pessoa para valer e não somente um amor de verão. Carnaval pode ser para uma tradição de um feliz e forte bloco afro, ou pode ser uma pessoa ouvir seu som favorito, ouvir a música e se encantar, dançar, sentir o frevo do povo em uma só sintonia para ser feliz e harmonia na música, com isso é uma coisa eletrizante, é uma coisa forte e simbólica, como tratar bem e com bom humor um gringo! E com essa enorme felicidade é feita um carnaval e ai vamos para a parte….

HEXA -   A santificação e profanação da carne!

07
“A felicidade que contagia e faz milagres até mesmo esquecermos de dores, vendo tamanha boa energia.”
Matheuslaville
Santificada do carnaval, no qual vemos um povo festeiro que gosta de compartilhar um pouco ou parte de algo bom seu; ou sua felicidade. Seja por fluidos carnais, beijos, ou um simples aperto de mão acompanhado com um sorriso. E com isso vem à parte santificada do carnaval, ao mesmo tempo profano, o carnaval traz boas e ruins coisas, como sempre, existe sempre metade de coisas boas e ruins, sempre às vezes haverá algo bom ou ruim. Pode reclamar da festa, porem os estrangeiros agradecem o carinho e simpatia do povo brasileiro, pode ser a esbornia, mas afinal quem é que não gosta de uma boa esbornia (é claro satisfeitos AMBAS as partes), pode ocorrer drogas e briga de rua, porem o amor e a alegria do povo festeiro contagia (mas se acontecer algo extremo com você ou perto, não vamos serem hipócritas são obvias que vão doer muito), mas em fim. Como diz o maior intérprete brasileiro: “Se não der certo a gente se virar sozinho, decerto então nunca vai dar” E com uma letra de Ney Matogrosso e da coluna baseada na música dele que ele cantou finalmente no DVD “vivo” eu recomendo vocês comprarem; vou terminando por aqui! Até a próxima!
assinatura 08
Matheuslaville – Falecomlaville@live.com
6 Anos assim! – Envie um e-mail para mim se gostou, tem alguma sugestão, ou critica construtiva, parceria ou conversar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adbox