Recent Posts

LightBlog

quinta-feira, 2 de junho de 2016

#IDEOLOGIA | Eles não ligam pra gente.

MÚSICAS IDEOLÓGICAS  00

They_Dont_Care_About_Us_thumb

00105161286512___P1_1000x1000_thumb

ÁLBUM: HIStory 1

ULTRA ASTRO: Michael Jackson
TÍTULO ORIGINAL: They don’t Care About Us

Começando a me manifestar! Hoje lhe escreverei sobre a música ideológica bem conhecida do MBC NEWS, no qual me baseio nela, que é a música “They Don’t Care About Us”, e essa música fala de um tema que infelizmente não perdeu a atualidade que é sobre a violência policial e o abuso do poder deles, no qual se passa atualmente no Estados Unidos da América sobre policiais batendo e matando pessoas que são negras e todo o absurdo de violência policial e todo o seu abuso de poder. Pois bem, é sobre isso que eu irei falar, ou melhor, me manifestar. Então vamos começar!

A música começa com uma extrema ideologia e radical, com crianças falando “Chega desse lixo!”, já insinuando uma grande revolta entre os oprimidos contra os opressores, ou seja, cansado de apanhar, ser oprimido, de ser visto como nada pela alta sociedade, de um povo cansado de só porque ter uma cor mais escura de pele, é recebido com desconfiança, bala e pancadaria. A música também é uma revolta também a outros “famosos” opressores da etnia negra como skin heard e com isso nessa batida forte de reggae se afirmando mais uma forma para a causa negra cultural, pois o reggae, todos já sabem que tem como um principal cantor um negro e digamos um militante africano, mas isso é outra história. Com isso tem uma parte que fala: “Bata-me, odeie-me\Você nunca vai me quebrar\Obrigue-me, aterrorize-me\Você nunca vai me matar” que manifesta não adianta bater em um negro ou em qualquer outra pessoa, ou até mesmo matar, pois isso não adiantará, porque tipo, a pessoa que vive com uma ideia na cabeça, e principalmente sobre a causa social do bem, não adianta bater ou matar, que a própria mesmo morta estará firme e forte com a mesma opinião e ideologia, e não mudará em nada e nunca vai corromper a ideia de alguém usando esse tipo de atitude, e que tudo continuará como é  mesmo matando a pessoa, a única diferencia é que morreu é claro e mais nada, Michael Jackson reforça que a ideia da pessoa morta continuará igual e nada “abala” a ideologia do outro e é claro que é verdade pura, porque só poderá muda-se algo com uma conversa e não com a violência de uma batida policial e com isso MJ mostra o grande pensando que ele é e seu enorme conteúdo.

E com isso a música vai além mostra na letra “Eu sou vítima da brutalidade policial, agora\Estou cansado de ser vítima do ódio\Diga-me o que aconteceu com meus direitos\Eu sou invisível porque você me ignora?” Isso mostra a clara situação que está acontecendo nos EUA, que é a brutalidade policial contra os negros que acontece até mesmo para quem não fez nada de errado e o negro sofre a violência, e quem fez alguma coisa é nitidamente tratada diferente comparado se fosse um branco, e é essa revolta, não que seja para todos a brutalidade e sim que seja mais humano a ação policial, principalmente com pequenos furtos ou quando só por ser negro o policial acha que é ladrão e vai logo “atirando e depois perguntando”, então isso demonstra que o ser humano tem que ser olhado longe do racismo e preconceito, isto é a mensagem que se passa na música e também de extrema humanidade que é o foco, para a reflexão dela. O governo não quer enxergar, porém, devemos lutar para eles verem que os negros têm lugar aqui no Brasil, no mundo e principalmente nos EUA! Acima de tudo, paz para todas as etnias!

# MENSAGEM PARA VOCÊ #

Então, o que tiramos dessa música para a arte ajudando a vida? É simples, que nós devemos acabar com esse preconceito e racismo, e lutarmos por nosso direito e para um mundo melhor! Se o governo não nos enxerga, se o governo não nos que ver ou finge que não ver, então devemos alerta-lo e aparecer na frente dele e mostra tipo: “Hei! Eu existo! Estou cansado desta droga! Estou cansado dessa violência! Quero meus direitos!” é isso que devemos fazer! Lutar por nossos direitos, seguir uma boa ideologia e não nos rebaixamos para nada, para branco, vermelho, azul ou o arco-íris de cores! E enfim, temos que nos manifestarmos para um mundo melhor e para ter dias melhores! Temos que vencer esse preconceito e fazer um mundo sem racismo e um mundo mais aberto e humano. Esse é o legado de Michael!

Crédito da imagem

MANIFESTO-01_thumb

Matheuslaville – Falecomlaville@live.com

7 Anos de manifesto – Envie um e-mail para mim se gostou, tem alguma sugestão, ou critica construtiva, parceria ou conversar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adbox