Aqui no MBC NEWS, você sempre terá uma opinião!


quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

[#TOXIC] O meu ver sobre pagodeiros.

TOXIC demo 2014

{16898732-dc81-4bf9-bdce-f221ca9755c2}_pagodeiros

“…cujos “metedores”, falando com aquela voz máscula, sexualmente ativa e pesada, exalando todo o seu “eu” másculo em um som de fazer qualquer heterossexual ouvindo, ou aproveitar e sair também decretando “a independência de sua macheza”, ou sentindo uma pontada de excitação, vendo aquela voz dos cantores…”

Bem-vindos ao “TOXIC” de hoje, e hoje eu escolhi um tema bastante pouco falando em um blog, ou em um jornal, ou na TV, ou em outras mídias, ou senão, é falado nas rodinhas de bares, ou em grupos alheiros que só fazem deixa isso na promessa e nada mais nisso. Vemos a linda melodia poética de “Ralar a teca no chão” inspirada em Fernando Pessoa e Machado de Assis, ou vemos outras preciosidades do pagode e principalmente na Bahia, com os seus famosos ”Pagodões”.

Mas não vamos falar somente disso na coisinha e brincadeira de estado, vamos aqui falar em si, da linda poesia das letras que dar para colocar a criança ninar, ou para mostrar com alegria para os senhores pais à beleza de ver a filha na maior ralação no chão, daquelas de bater palmas e merecer o óscar da arte ou filho com o “Dick duro” e indo na música do fundo, algumas coisas de cantores tidos e cujos “metedores”, falando com aquela voz máscula, sexualmente ativa e pesada, exalando todo o seu “eu” másculo em um som de fazer qualquer heterossexual ouvindo, ou aproveitar e sair também decretando “a independência de sua macheza”, ou sentindo uma pontada de excitação, vendo aquela voz dos cantores, extremamente sexualmente dominante e com isso dar um certo tipo de reboliço querendo “senta na mandioca do ‘cantor’, ou seja, do pagodeiro”.

Igor Kanário, Cantor Da Banda ‘A Bronkka’ é Acussado De Agride Funcionário de Hotel Em Aracaju

“…Como eu já expliquei na outra temporada e tudo mais vão em torno do sexo, afinal tudo gira em torno do prazer, mas para mim veio mais pelo sexo e com isso vejo alguns machões pagodeiros lutarem e lutarem para ser mais dominantes e comedores (de prazer), vemos gente ouvindo que na certa que até dar…”

Continuando com a linguagem anterior o machista dominador faz, o macho (que é o pagodeiro) ficar ao redor de dançarinos, (alias o que é que faz o dominante ficar acompanhado com eles), dançando e rebolando ao redor dele, de calça apertada e tudo mais, Afinal qual é o motivo?, Será que minha teoria está certa sobre o macho dominante cantando todo bruto atrair uma certa vontade de outros caras para querer “Sentar em cima do quiabo”, afinal um homem  que canta músicas extremamente brutais e machistas, sai cantando assim , então no final da conta além de “cantor”, é cafetão né?! Afinal com esse jeito meio de homem sujo, bruto, daqueles que fazem a pessoa imaginar a pessoa cantando pagode e com a letra totalmente baixa a pessoa sentir algo com a música tipo “Bota a madeira no buraco”, e daí suponho que a pessoa deseja no fundo no fundo que o pagodeiro enfrie brutalmente, sujamente, falando com palavras sujas e com tom de voz de “macho vida louca”, dentro de algum lugar no sentindo sexualmente! Não acha que faz sentido?

Agora para concluir tudo isso que é o pagode, um bando de macho querendo marca o seu território, que quer provar sua masculinidade metendo brutalmente no buraco do outro (NO OUVIDO), de um modo sujo, pesado, extremamente sexual e quase em um ritmo de música pornô, então vemos que todo esse negócio roda em jogo de “grana, capim, money”, e no fundo esse dinheiro todo, como eu já expliquei na outra temporada e tudo mais vai em torno do sexo, afinal tudo gira em torno do prazer, mas para mim veio mais pelo sexo e com isso vejo alguns machões pagodeiros lutarem e lutarem para ser mais dominantes e comedores (de prazer), vemos gente ouvindo que na certa que até dar (um abraço) para o pagodeiro e no fim das contas. Termina um tentando ser o dominador ou fingir que não são gay (e por isso divulga toda sua macheza), os dançarinos é claro querendo dar e receber (dinheiro para sua arte de rebolar e tentar mostrar o tamanho do seu instrumento), vê o que escuta querendo também ou dar (valor ouvindo), ou afirmar também que é uma franquia do homem barbudo, bruto, machão e inquestionável, mas que qualquer hora pode dar e por ai vai! Então para terminar bota seu anel no meu dedo para eu ver o tamanho (o tamanho para ver se serve para eu usar…)

Dica do post de outro: Quem afirma muito sua masculinidade pode ser um homossexual com medo de sigo mesmo e pode ser o primeiro a gosta de ser arrombado (pela contradição), Então cuidado com essa exaltação toda hein!

01 02

assinatura 09

Matheuslaville – Falecomlaville@live.com

6 Anos assim! – Envie um e-mail para mim se gostou, tem alguma sugestão, ou critica construtiva, parceria ou conversar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mais conteúdo

Obrigado pela sua visita! Volte sempre!!

Lembre-se no MBC NEWS, você sempre terá uma opinião!


Adbox